Unidades de Conservação

Existem no território do município de Taquarussu três unidades de conservação.

PARQUE ESTADUAL DAS VÁRZEAS DO RIO IVINHEMA

parque-estadual-várzeas-do-ivinhema-1-1024x768

Decreto de criação: nº 9.278 de 17/12/1998.

Esta unidade tem uma importância fundamental para o equilíbrio ambiental da região, pois representa o último trecho livre de represamento do rio Paraná em território brasileiro.

O Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema possui 73.345,15 hectares localizados na Bacia do Rio Paraná, abrangendo os municípios de Jateí – 42.846,0575 ha, Naviraí – 16.284,8512 ha e Taquarussu – 14.214,2413 ha. Criado em 1998, foi à primeira Unidade de Conservação do Estado assim constituída. Sua criação foi motivada pela medida compensatória da Usina Hidrelétrica Eng. Sérgio Motta/CESP, em dezembro de 1998. Hoje, o Parque tem estrutura para receber pesquisadores de varias áreas e está sendo adequado para receber visitação pública.

• Objetivos : conservar os fragmentos de florestas, os remanescente de várzea e ecossistemas associados dos Rios Ivinhema e Paraná, manter mecanismos de regulação natural das bacias hidrográficas locais e promover a preservação da diversidade genética
das espécies que habitam o Parque, principalmente aquelas ameaçadas de extinção.
• Atividades atuais: pesquisas e visitas com fins educativos com agendamento prévio.
• Projetos: melhoria e implantação de infraestrutura viária, centro de visitantes, guaritas e torres de observação).
• Atividades futuras: visitação de trilhas, safáris fotográficos, passei de barco , e outras embarcações, observação de aves e mamíferos.
• Atrativos: Trilhas , lagos e lagoas, observação de fauna e flora.
• Infraestrutura atual: sede, alojamento de visitantes, estradas para acesso.

APA- ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DAS ILHAS E VÁRZEAS DO RIO PARANÁ.

APA RIO PARANÁ

Criada pelo Decreto Federal (s/nº) de 30 de setembro de 1997.

Área total de 1.003.059 ha, compreendida em 25 municípios brasileiros, sendo 14 no Paraná, 10 em Mato Grosso do Sul e 01 em São Paulo. Área de APA do município de Taquarussu – 105.487,796 ha.

ESTAÇÃO ECOLÓGICA VEREDAS DE TAQUARUSSU

Veredas de Taquarussu – foto: Pablo Davi Kirchheim

Veredas de Taquarussu – foto: Pablo Davi Kirchheim

Com 3.065,69 hectares, a Estação Ecológica Municipal Veredas de Taquarussu foi criada pelo Decreto Municipal nº 038/2017 de 24 de Março de 2017, em uma das áreas naturais mais importantes da região, onde há ecossistemas de cerrado, mata atlântica e pantanal, com o objetivo proteger estes ambientes e os últimos remanescentes de veredas, que de acordo com o Novo Código Florestal são considerados Áreas de Preservação Permanente (APP).

Produção rural no entorno continua permitida

Levando em conta a conciliação entre conservação e produção rural, o Decreto Municipal prevê uma faixa de 500 metros no entorno da estação ecológica onde a produção rural continua permitida com algumas atividades podendo ser restringidas ou proibidas, caso possam trazer riscos ao ambiente e à biodiversidade tais como, obras de terraplanagem, abertura de novos canais de drenagem, aplicação de agrotóxico por sobrevoo de aeronave e o uso de alguns defensivos agrícolas mais nocivos à saúde ambiental.

De acordo com a secretária de meio ambiente Ludimila Soares a decisão por restringir estas atividades foi pensada com o objetivo de proteger o entorno imediato da Estação Ecológica. “Estabelecemos esta faixa de 500 metros com o objetivo de permitir que algumas atividades consideradas nocivas ao meio ambiente, sejam mais controladas no entorno da estação ecológica. Neste entorno da área protegida, o produtor rural pode continuar plantando, colhendo e cuidando de seu gado normalmente. Apenas quando for necessário fazer alguma intervenção por meio destes usos previstos no decreto municipal, deverá solicitar orientação ou autorização da secretaria municipal de meio ambiente” explicou.

O processo de criação

O alerta para a proteção do patrimônio natural de Taquarussu teve início com uma série de denúncias de destruição de extensas áreas de veredas no município. As denúncias chegaram ao Conselho Gestor da APA Ilhas e Várzeas do Rio Paraná e os conselheiros da APA Federal fizeram uma moção para a proteção e conservação da área. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), atendendo às denúncias e ao conselho gestor promoveu uma operação conjunta com Ibama, Polícia Militar Ambiental e Prefeitura Municipal, interrompendo a ação danosa às veredas de Taquarussu.

A estação ecológica municipal foi criada sobre as áreas embargadas na Operação Veredas e agora, passará por um processo de regularização fundiária e de desapropriação.

O prefeito municipal Roberto Tavares ressalta que uma biodiversidade igual a do município só encontramos no pantanal. Segundo ele, após a Operação Veredas foram feito estudos no local confirmando a importância da região. “Foi aí que surgiu a ideia de se criar a Estação Ecológica Municipal Veredas de Taquarussu. Buscamos a orientação da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, do Ministério Público Federal e do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul para que tudo fosse construído com amparo técnico, científico e legal. Hoje, forma muito pacífica e com muita tranquilidade estamos protegendo o que ainda nos restou desse nosso patrimônio municipal, em uma propriedade rural que, como é sabido por todos, passou por anos de degradação” esclareceu o prefeito que destacou ainda as riquezas naturais da região como, por exemplo, a presença de cervos-do-pantanal, jacarés, tamanduás, etc. “Temos muito serviço pela frente, mas o nosso objetivo é elevar o município de Taquarussu ao título de mais sustentável”.

Benefícios para a população

De acordo com o Decreto Municipal que criou a Estação Ecológica Veredas de Taquarussu, 30% da arrecadação do ICMS Ecológico será destinada à gestão da área protegida, enquanto todo o restante poderá ser revertido em saúde, educação, infraestrutura e serviços aos cidadãos do município de Taquarussu.

Além dos benefícios diretos com o aumento da arrecadação, a expectativa é que Taquarussu se torne destino para turistas e pesquisadores em busca de conhecer e desfrutar das riquezas do município, gerando emprego e renda.